Página Inicial
 
 
- Alta Floresta - Mato Grosso
 
  Últimas Notícias
 
Última superlua do ano será nesta terça-feira. Saiba como observar
13-12-2016 - 16:03

Uma bela superlua, acompanhada de uma chuva de meteoros, deve iluminar os céus desta terça-feira. A Lua maior e mais brilhante deverá ser vista em todo o Brasil a partir do anoitecer, por volta das 19h30 – e vai ofuscar a maior parte dos meteoros das Geminídeas, que atingem seu auge também nesta noite. A recomendação dos astrônomos é observar a Lua quando ela desponta no céu, para aproveitar uma “ilusão de ótica” que a faz parecer maior.

“Quando a Lua surge no horizonte conseguimos compará-la a prédios, árvores ou acidentes geográficos, que a fazem parecer bem maior”, explica Rundsthen Nader, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro e astrônomo do Observatório do Valongo, da UFRJ. “Para observar a superlua não é preciso usar nenhum instrumento, como binóculos ou lunetas, e um céu limpo e bem escuro ajuda na visualização.”

A superlua ocorre quando o perigeu lunar – ponto da órbita em que o satélite está mais perto da Terra – coincide com a fase cheia da Lua. Dessa vez, ela não estará tão próxima como em 14 de novembro, quando a distância entre a Lua e a Terra foi a menor em 70 anos. Na noite desta terça-feira, a distância média de 384.000 quilômetros entre o satélite e nosso planeta será reduzida para 365.825 quilômetros. Em noites com céu claro, essa pequena diferença pode fazer a Lua pode parecer até 14% maior e até 30% mais brilhante.

Chuva de meteoros

Além da superlua, a chuva de meteoros Geminídeas também poderá ser vista na noite de terça para quarta-feira. Uma das maiores chuvas de meteoros anuais, que promete até 120 “estrelas cadentes” por hora, ela não deve ser tão intensa neste ano, pois a luminosidade da Lua vai atrapalhar o evento. Para melhor acompanhar as chuvas de meteoros, um céu bem escuro, livre de poluição luminosa e atmosféria, é condição essencial –  e como a Lua estará muito brilhante ela deve competir com os meteoros.

Segundo os astrônomos, quem quiser ver o fenômeno deve aguardar até por volta de uma hora antes do nascer do Sol, horário em que a Lua estará desaparecendo no céu e os meteoros, mais iluminados.

Durante a chuva de meteoros, pequenos pontos brilhantes parecem despencar do céu, razão por que são conhecidos como “estrelas cadentes”. O evento é o resultado da combustão das partículas deixadas por resquícios de cometas que atingem a atmosfera terrestre, o que permite ver no céu a sua trajetória iluminada, por alguns instantes.

Fonte: Veja
 
  Notícias Relacionadas
 
 
  Comentários
 
 
 
 
  Vídeos
  ASSEMBLEIA DE MATO GROSSO ENTREGA AMBULÂNCIAS
 
  Publicidades
WATSSAP
 
  Últimas Notícias
Política
| 16-11-2017 10h:51m
Servidores exigem garantia de salário no dia 10 e fim dos incentivos a
Política
| 16-11-2017 10h:47m
R$ 40 mil apreendido em armário no TCE
Esporte
| 16-11-2017 10h:13m
Cuiabá Arsenal embarca em busca de vaga na final do brasileiro
Política
| 16-11-2017 10h:10m
Homologada cautelar que impede Prefeitura de Paranaíta a pagar empreit
 
 
  Publicidades
 
  Facebook
 
Anjos Notícias 2011 - 2016 - Todos os direitos reservados
Av. Paulo Pires, 550 - Setor G - Alta Floresta - Mato Grosso | (66) 3521-1738 | (66) 9 8404-4744 | (66) 9 9224-4376 | (66) 9 9903-0669